quinta-feira, 31 de março de 2016

A rapariga no comboio


Pertenço a um clube de leitura que se chama "Mães com filhos com montes actividades extra-escola no final da tarde". Estas mães apanham secas enquanto os miúdos têm aulas de hip-hop, guitarra, catequese, ginástica e outras coisas. Assim, nesses períodos de tempo essas mães aproveitam para pôr a leitura em dia. Eu sou a sócia número um e a R., a dona do café onde costumo almoçar, é a sócia número 2. 
O último livro que li foi a "A rapariga no comboio". Tinha as expectativas elevadas mas o livro decepcionou-me bastante. Diziam que o livro é viciante, eu achei aborrecido, a meio descobri logo quem era o assassino e considero a história uma pastelada de todo o tamanho.
A R. amanhã vai começar a ler, eu já a avisei e normalmente ela tem a mesma opinião que eu sobre os livros.  Vamos ver...
Entretanto já comecei uma leitura detox. Depois dou novidades.

1 comentário: