domingo, 20 de setembro de 2015

Josefa de Óbidos e outras histórias

Por estes dias não temos o Sr. do Trevo connosco. Ele foi para os Pirenéus fazer uma caminha pelas montanhas pois achou que essa seria a melhor forma de celebrar os seus 50 anos. Sendo assim fiquei aqui com as crias e com fim-de-semana por preencher. Então resolvi que podíamos almoçar no restaurante do Museu de Arte Antiga a apreciar a vista sobre o Tejo e depois visitar a exposição da pintora do barroco português Josefa de Óbidos.


Esta foi a vista do nosso almocinho sendo que às duas por três as crianças fugiram para dentro do restaurante por causa da quantidade de abelhas. Os jardins são tão bonitos e com tantas flores que atraem milhentos destes insectos que eu considero simpáticos mas as os filhotes têm miufa.

Depois fomos à exposição que é linda, linda e que além de quadros da Josefa tem também de outros pintores contemporâneos à Josefa nomeadamente o seu pai Baltazar Gomes Figueira, outro grande pintor.

Ficámos a saber que a Josefa de Ayala, assim era o seu nome, foi uma mulher emancipada, dona de uma oficina de pintura e senhora da sua vida isto numa altura em que geralmente as mulheres pertenciam legalmente primeiro ao pai e depois ao marido. De certa forma ela foi a primeira feminista portuguesa.
Também ficámos a saber que o barroco português é diferente do europeu porque no nosso são representados motivos exóticos que tem a ver com as terras descobertas pelos portugueses.
Aqui ficam algumas fotos dos quadros:




Depois fomos ao Emanha do Parque das Nações comer os deliciosos geladinhos. À noite, depois de jantar, fomos às festas aqui da freguesia e encontramos imensos amigos, vizinhos, colegas e professores. Uma diversão...
Amanhã o dia vai ser um pouco diferente pois temos de tratar do regresso às aulas, tenho montes de roupa para passar, tenho que fazer as compras do supermercado, tenho ainda dois projectos do trabalho que trouxe para fazer no fim-de-semana mas já está prometida uma petiscada para o jantar.

1 comentário: