sexta-feira, 29 de maio de 2015

Desaparecida em combate


Além do trabalho absorvente, as minhas semanas, são constituídas por quatro treinos de basquete e outros quatro de ballet. Cruzo a cidade como uma louca todos os dias. Vou a correr para casa para tratar das minhas tarefas caseiras. Fazemos revisões para os testes, tpc e trabalhos para apresentar nas aulas. Muitas vezes jantamos tarde pois os horários dos treinos assim obrigam. Lá pelas dez e meia estou exausta. Não vejo televisão e já não tenho capacidade para escrever aqui umas palavrinhas. Mas não me queixo. É bom ter uma vida assim preenchida.
Ao fim de semana temos programas com amigos, almoços, jantares, passeios e uma série de coisas que chego à segunda mais cansada.
É tudo tão intenso que a maior parte das vezes nem me lembro que sou bipolar. E isso é bom...