terça-feira, 14 de outubro de 2014

Epopeia

Sábado de manhã o pimpolho acordou com dores nas pernas e dificuldade em andar. Domingo como mantinha as mesmas queixas fomos com ele ao hospital. Fez análises e raios xs, foi observado pelo neurologista que achou melhor fazer uma eco que só podia ser feita na segunda. Depois de passarmos boa parte do domingo no hospital voltamos na segunda de manhã e só voltamos à à noite. Andamos das análises (onde o príncipe se portou muito bem) para o rx, do rx para a eco, daí para o ortopedista, de novo para o rx e para a eco, depois para o ortopedista, depois para pediatria e de novo para o neurologista. Conclusão voltar de novo na quarta para ser reavaliado.
Ok, mas acontece que quando o pimpolho veio para casa já vinha mal disposto e começou a vomitar por volta das 10 e foi assim a noite toda. Com os vómitos veio a febre e lá fomos de manhã de novo ao hospital. Teve que ser visto de novo pelo neurologista e o pediatra que o assistiu diagnosticou-lhe uma gastrite viral apanhada, quase de certeza, na sala de espera do hospital. Tomou uma mistela para hidratar.
Voltamos para casa por volta das sete e meia, tenho a casa de pantanas e amanhã lá vamos nós de volta para o hospital. Todos os médicos são de opinião que ele não tem nada de neurológico mas precisam de avaliar cuidadosamente para terem a certeza que não há nada mesmo.
O hospital onde o J. tem ido nos últimos dias é um hospital publico, onde os médicos têm sido muito profissionais e rigorosos a avaliar os sintomas do pimpolho. É verdade que durante os últimos dias temos  apanhado grandes secas mas também é certo que o pimpolho foi bem analisado e isso deixa-me mais descansada e a acreditar que vale a pena investir no nosso modelo de Serviço Nacional de Saúde. 

1 comentário:

  1. As melhoras do "pimpolho"!
    Temos bons profissionais no serviço publico de saúde, o problema é serem poucos para agilizar a afluência de pacientes aos serviços de saúde publicos.

    ResponderEliminar