segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Friozinho na barriga

Hoje tenho um friozinho na barriga. Começaram as aulas do 5.º ano do meu menino numa escola diferente. Antes, e desde que a minha licença de parto terminou, o meu pimpolho andou sempre no mesmo colégio. Contando com os anos em que a irmã lá andou foram 17 anos seguidos a caminhar para a mesma instituição. Mas precisávamos de encontrar outra solução, a direção do colégio não queria inserir decreto-lei 3/2008 e o nosso filhote, com défice de atenção, precisa de ser devidamente acompanhado. Por isso, e também pela parte económica, resolvemos colocá-lo no ensino público. O processo de transição do J. de escola foi verdadeiramente kafkiano. Por exemplo a meio de agosto ainda não tinha vaga, houve uma altura que não sabiam do processo e na quinta-feira passada estava matriculado numa turma de 6.º ano. Mas pronto, tudo se resolveu.

Sexta-feira foi apresentação da escola nova. A exposição sobre escola feita pelos professores foi excelente, ficámos a conhecer tudo. Verificámos que por um lado a escola é enorme mas por outro lado não tem as mesmas condições. A biblioteca é simpática, assim como o refeitório e o bar. Não há auditório. Os campos não são de relva sintética e não há piscina. Porém tanto a directora de turma como os elementos da direcção mostraram imensa abertura, disponibilidade e dedicação. Foi um bom prenúncio. Espero que assim se mantenha. 
Já fui buscar o rapaz mas ele não dá muita conversa. Quando lhe faço perguntas diz que sou chata. Parece-me satisfeito mas está mais interessado em ver o Disney Channel. Conclusão: deve estar tudo bem.

1 comentário:

  1. de certeza está tudo bem. é lamentável que aos privados lhes custe tanto a aceitação desses decretos. felizmente, apesar de muitos defeitos, o ensino público tenta dar resposta, e abordar da melhor maneira as ansiedades decorrentes destas situações. bom ano.

    ResponderEliminar