sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Pessoas invisíveis

 
 
Ontem foi o Dia Mundial da Doença Mental e eu nem me lembrei disso. Estive tão ocupada com o trabalho, a fazer de mãe e de pai, pois por estes dias o meu pilar encontra-se no centro da Europa, que esse dia passou por mim e eu nem dei por ele. No entanto é um dia bastante importante pois acredita-se que pelo menos uma em quatro pessoas tenha um problema psiquiátrico ao longo da vida.
 
E eu sou essa pessoa em cada quatro. Já estive internada pelo menos umas três a quatro vezes. Já compartilhei enfermarias com pessoas com graves problemas mentais. Já perdi o tino por algumas semanas e meses da minha vida.
 
Hoje vivo uma vida absolutamente normal mas cruzo-me no meu bairro com pessoas que estiveram internadas comigo. E elas continuam com um olhar distante e apático. Fumam cigarros atrás de cigarros encostados às paredes e ficam por ali. Os transeuntes passam por eles e nem se apercebem da sua presença. Estas pessoas são pessoas invisíveis. Infelizmente é essa a forma como a nossa sociedade trata este problema. Com descriminação e com invisibilidade. Por isso lembrar este dia é de toda a importância.

2 comentários:

  1. Mas são pessoas como tu que fazem toda a diferença na luta pela não discriminação e pela não vitimização da doença mental.
    Beijinho!!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Inês. Tu também fazes muito pela não descriminação da doença mental.
    Beijinhos dos Trevos

    ResponderEliminar