segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Breves consideraçoes sobre a compra de um par de sapatos

O Sr. do Trevo até gosta de moda. Gosta de andar bem arranjadinho e cheirozinho. Mas a moda não é uma das suas prioridades. Ele, nós, preferimos investir na educação dos Trevinhos, em cultura, viagens e em alguns almoços e jantaradas. Isso aliado ao pavor que o Sr. do Trevo tem de andar em centros comerciais faz com que o seu guarda roupa por vezes atinja o estado de desfalecimento. Nessas alturas temos de ir em missão S.O.S. às compras. Foi assim com as camisas na Primavera passada. Fomos a correr à Sacoor (Outlet mas Sacoor) comprar uma meia dúzia para renovar o guarda roupa.
Desta vez, no passado fim de semana, foi com uns sapatos. Deram o último sopro de vida. E lá tivemos nós ir a correr bater um centro comercial à procura de uns sapatos. Primeiro fomos à Forever. Lá encontramos uns sapatos em conta mas o Sr. do Trevo com aquilo nos pés parecia um padrinho da máfia. Depois fomos à Aldo, os sapatos eram catitas mas o valor era demasiado oneroso. De seguida fomos à Hera e encontramos uns sapatos bem giros mas também eram caros. Por fim, fomos a outra sapataria e encontramos uns sapatos que são a cara do Sr. do Trevo e tinham um preço mais aceitável. Tem é um senão, são estrangeiros. E eu fiquei a pensar será que em sapatos de igual qualidade as sapatarias portuguesas não conseguem ter preços concorrentes com os sapatos estrangeiros. Isto faz me confusão. Claro que no fim optámos pelo últimos sapatos que encontramos. Mas fico a pensar.


Para nos redimirnos acabamos a visita ao centro comercial bebendo um café na esplanada da Delta Q.

Sem comentários:

Enviar um comentário