sábado, 29 de junho de 2013

Premissa

Hoje instituí uma premissa: não me posso deixar abater pelos efeitos secundários da medicação. É verdade que ando cheia de sono com falta de ânimo mas eu não posso ser a Bela Adormecida dos Químicos.
Acreditem que é tão melhor a cores brilhantes da hipomania. É como uma droga. E como uma droga faz tão mal. Por isso tenho que me contentar com os tons pastel que o lítio, a olanzapina e o ácido valpróico transmitem ao meu cérebro.
Por isso, por duas vezes pus em acção esta premissa. A primeira foi dar uma volta aos medicamentos cá de casa. Metade deles estavam fora de prazo. A seguir fui fazer umas arrumações ali para os lados do meu quarto.
Agora são horas do jantar logo não é possível aplicar este princípio mas penso que até ir dormir o devo aplicar mais alguma vez.

sábado, 22 de junho de 2013

Esta cena do bipolar #2

Fiquei tensa com os acontecimentos destes dias. Entrei em depressão mas rápidamente passei para o modo hipomaníaco. Estive alguns dias sem dormir e a meio desta semana fui à minha médica. Tinha os valores do ácido valpróico muito baixos. As doses deste medicamento foram acertadas bem como as da olanzapina. A minha medicação está praticamente o dobro neste momento. Agora ando para aqui aos caídos cheia de sono. Detesto isto. Detesto estar cheia de sono e não ter ânimo para fazer a minhas tarefas domésticas. Detesto sentar-me no sofá da professora de piano e adormecer. Detesto tomar tanta medicação mas tem de ser. Ou é isso ou é andar toda acelerada, passar toda a noite acordada, não conseguir comer. Detesto isto. Detesto esta cena do bipolar.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Adoradores de cheirinhos

Adoro cheirinhos frescos e cítricos no Verão. Põem-me as ideias no lugar e dão-me mais vivacidade e alegria. E isto é tão importante para uma bipolar como a toma de um comprimido. Gosto muito da eterna água de colónia.
 
Gosto também do cheirinho a lavanda deste perfuminho que podemos encontrar em  A Vida Portuguesa. Era o cheirinho das minhas tias avós e dos seus miminhos.

Comprar Água de Colónia Média -  Lavanda

Como já disse gosto deste.
E este ano descobri o Vivacity da Oriflame e estou adorar.

Ora acontece que aqui em casa há mais adoradores de cheirinhos. Temos por aqui um menino que às horas mais extraordinárias vai-se perfumar todo com colónia de criança. Outras vezes aparece a cheirar a Allure para homem. Até aqui tudo bem. Mas já chegou a aparecer a cheirar ao Fantasy da Britney Spears que é da irmã. A melhor foi há duas noites atrás. Foi explorar a minha casa de banho com a desculpa que tinha de cortar as unhas e quando apareceu tresandava a Vivacity. Nessa noite encontrei-me numa situação contraditória, adormeci um menino que cheirava a frescura pela manhã, a sol e a energia. 

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Capítulos da vida na Trevolândia

Por estes dias o menino do Trevo tem estado a fazer uma autêntica urbanização com todas as caixas a que deita mão. Ele são caixas de sapatilhas de ginástica que viram altas torres. Ele são caixas de cereais que viram caves enterradas. E por aí em diante. Hoje a conversa do jantar foi sobre este tema.
Filha - Para que servem aquelas caixas que andaste a colar.
Mãe (já um bocadinho farta de tanta caixinha) - Aquilo é uma urbanização.
Filha - E para que é que aquilo serve.
Mãe - Então, ele vai vender apartamentos. Ele é construtor.
Filho - Mana, o que é que a mãe está a dizer?
Filha - I really don´t know.
Filho - O que foi que disseste?
Filha - Eu realmente não sei.
Filho - Então se não sabes porque disseste!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

A máquina do tempo

Filho - A máquina do tempo, lá em cima no céu, avariou-se.
Pai - Ai sim?
Filho - Sim, ontem à tarde estava Verão e hoje de manhã estamos no Outono.

terça-feira, 4 de junho de 2013

A minha vida tem momentos que é um luxo

Estou no sofá da sala da professora A. enquanto aguardo pela aula de piano do meu filho. A minha criança está lá fora a explorar o logradouro. Por aqui vou saboreando cada nota da peça interpretada por um aluno já adulto da professora. La long route de Yann Tiersen.
Não me saiu o Euromilhões mas a minha vida tem momentos que é um luxo.

Gray days

Os dias na Trevolândia têm tido acontecimentos muito bons mas também têm tido situações mais cinzentas. Fui ao médico fazer a minha consulta de rotina e aí dei-me conta, pela primeira vez, que a minha bipolaridade apresenta-se, em mim, numa forma bem agressiva. É essa a razão pela qual que tenho que tomar três estabilizadores de humor (o lítio, o ácido valpróico e a olanzapina). Durante estes dias tentei reduzir (com control médico) a minha doze de olanzapina mas não correu bem. Entrei ligeiramente em hipomania e voltei à doze habitual. Pronto, lá tenho que gramar a olanzapina e os respectivos efeitos secundários.
Depois, recebemos a avaliação psicopedagógica do meu filhote e as notícias não foram as melhores. Tenho a impressão que este blogue vai servir também para falar de assuntos relacionados com a pedagogia de crianças com problemas de aprendizagem.
Por último, a vida às vezes surpreendenos pela negativa. Quando pensamos que está tudo certo e dentro dos carris somos confrontados com situações que representam a maior preocupação que uma pessoa pode ter. Mais não posso dizer mas já estamos a tratar da ocorrência assim como a utilizar todas as ferramentas que temos ao nosso dispôr para que o meu filho supere as suas dificuldades.
É assim a vida na Trevolândia, não é propriamente o Paraíso mas fazemos por isso.

 

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Tratamento antipsicótico










 









Este colar que comprei na bijou-brigitte com uma t-shirt branca da decathon é o look perfeito para um tratamento antipsicótico. Estou cansada, exausta mesmo, após um fim de semana que começou com um festival da natação, terminou com uma primeira comunhão e teve pelo meio um dia da criança. Gostava de mostrar o bolo do dia da criança, de postar o video do meu filho nas provas e mostrar fotos dos nossos outfit. Mas eu sou bipolar e quando este cansaço aparece tenho é de me proteger de modo a isto não evoluir para estados piores. Depois há os truques que uso para não entrar em depressão ou num estado psicótico. Visto-me com cores alegres, muito branco, nunca preto, e ponho um cheirinho bom. Este é o meu cheirinho.

perfume oopss

Oops do Boticário, é uma frangância que cheira a sol e às cores do arco íris.

Pronto, e é isto, o meu blogue não é para contar as cenas fantásticas que me acontecem, mas também não é para vir para aqui chorar por ter uma doença mental crónica (mas não tenho nada contra quem o faça), é sim para contar como se vive com a doença e como se contorna os momentos menos bons e com isso ajudar quem me eventualmente leia e passe pelo mesmo problema.

Agora vou mas é estudar com a minha criança que tem um défice de atenção um bocado preocupante e tenho que saber lidar com este problema (e outros) porque a vida continua.


sábado, 1 de junho de 2013

Dia da criança

 

O dia da criança do meu filho começou com a oferta deste lego. Depois foi para a igreja para a sua primeira confissão. Amanhã é a sua primeira comunhão.
A seguir ao almoço fomos tomar o café à Padaria Portuguesa. É muito engraçado ver recriado o chão das antigas casas portuguesas bem como as fotos com motivos de como se fazia a farinha antigamente. Foi educativo para o meu filho. Claro que o cafézinho e os pastéis de nata estavam muito bons e troxemos um bolo que com umas gomas vai ficar o bolo do dia da criança.
Por fim fomos ter com um amigo do meu filhote e fomos explorar os divertimentos que havia na quinta perto da minha casa. Foi giro, houve jogos tradicionais, um teatro do capuchinho vermelho em versão hip-hop, insulfálveis, a oportunidade de semear grão, etc., etc. Uma tarde bem passada.
Mas o dia da criança não fica completo sem a prenda da minha princesa e tenho de ir já tratar disso