quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

A rede

Viver com a doença bipolar é como andar na corda bamba, às vezes pendemos para um lado, outras vezes para o outro e outras ainda em que caimos.
Quando caio, tenho uma rede que me suporta. Uma rede feita dos laços que me unem à minha família, aos meus amigos e aos meus colegas. Uma rede que eu teço, remendo e que me restítui o equilibrio. Porque também podemos andar na corda bamba e manter o equilíbrio durante muito tempo.

Sem comentários:

Enviar um comentário