domingo, 24 de fevereiro de 2013

Uma família que cresce

Por estes dias a minha família cresceu mais um bocadinho. Nasceu o H., um bebé ruivo e muito calminho que se veio juntar ao clã enorme que é a minha família. Nós já somos tantos que nos Natais e nas Páscoas das nossas vidas nos reunimos à volta de duas grandes mesas.
Eu adoro famílias extensas em que a roupa passa de irmãos para irmãos e de primos para primos. Assim como os livros, os brinquedos, as histórias e as aventuras. É bom partilhar, enriquece-nos a alma.
Por outro lado, a sensação que tenho é que a minha família está sempre a aumentar nunca diminui nem mesmo quando alguém passa para o outro lado. As memórias que tenho destes meus familiares continuam tão vivas como se eles estivessem por cá, como se o meu avô continuasse a perguntar-me as tabuadas ou estivesse às cavalitas do meu tio.
Adoro famílias com memórias vivas e pessoas presentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário